Paulo Fonseca: "Não fizemos um jogo perfeito"

Treinador do FC Porto salienta justiça no resultado. José Mota não concorda.

Declarações dos treinadores no final do V. Setúbal 1-3 FC Porto.

Paulo Fonseca (FC Porto):
“Estou muito satisfeito, pois era muito importante vencer o primeiro jogo. Sabíamos que iria ser um jogo complicado, uma vez que o Vitória de Setúbal tem uma boa equipa. Podíamos ter resolvido o jogo cedo, entrámos muito bem. Na primeira vez que o Vitória de Setúbal foi à nossa baliza marcou, depois baixou as linhas e apostou no contra-ataque”.

“Não foi um jogo fácil mas acreditámos sempre. A equipa tem uma determinação muito grande. Sabemos que não fizemos um jogo perfeito, mas vencemos de forma clara e podíamos ter feito mais golos”

José Mota (Vitória de Setúbal):
“A minha equipa foi uma verdadeira equipa, não só em 45 minutos mas em todo o jogo. Foi uma equipa que se posicionou muito bem e contrariou o poder ofensivo do FC Porto. Com o tempo e ao chegar ao golo adquiriu confiança e conseguimos duas ou três oportunidades. A primeira parte foi excelente, o FC Porto teve poucas oportunidades, mas sabemos o que é o futebol e que a qualquer momento podem suceder contrariedades”.

“Não discuto se é ou não grande penalidade. Mas a serem expulsos tinham sido os dois, ou então ambos repreendidos com o cartão amarelo. Perceberam-se que as diferenças, nomeadamente nos critérios, se iriam acentuar. Continuámos a ser uma equipa forte mesmo com dez. Conseguimos recuar o FC Porto, tivemos muitos cantos e criámos oportunidades. Fizemos mais um golo mas não foi validado. Entretanto surgiu o terceiro golo”.

“A minha equipa foi uma grande equipa. Os vitorianos podem contar com ela para toda a época. O grupo quer demonstrar que pode chegar a outro patamar do futebol português e, quem sabe, europeu”.

Notícias: Porto