Paulo Fonseca: "Não podemos alterar o passado"

Treinador do FC Porto está otimista para o que falta da época.

Paulo Fonseca, treinador do FC Porto, fez esta sexta-feira a antevisão do jogo de domingo, uma deslocação a Vila do Conde. O treinador voltou a frisar que, no seu entender, o que tem faltado aos azuis e brancos é eficácia no ataque.

Destaques da conferência de imprensa:

Rio Ave – “Estamos à espera de grandes dificuldades. É uma excelente equipa, que tem feito um bom campeonato fora de casa e isso pode querer dizer algo. Vamos encontrar um contexto muito parecido em relação aos jogos disputados fora, de contra-ataque, e isso é desfavorável para nós. É um campo tradicionalmente difícil, o FC Porto empatou lá na época passada”.

Derrota em Madrid - "O jogo da Champions foi uma frustração. Os jogadores disseram isso mesmo e eu também. Podíamos ter passado, mas ficámos frustrados por não termos conseguido. Mas não podemos alterar o passado, temos que olhar o futuro com otimismo. Podemos construir um futuro de acordo com a ambição do FC Porto".

Falta de eficácia – “Acho que é evidente aquilo que tem faltado ao FC Porto. Não quero falar muito sobre o jogo com o Atlético de Madrid, pois cheira a desculpas, mas vejam qual foi a equipa que foi a casa deles criar as situações que nós criámos... Não é fácil. Estamos a criar mas não estamos a concretizar”.

Ricardo Quaresma – “Não sei se é uma boa aquisição. Ele ainda não está cá. Quando estiver, e se vier, falarei sobre Ricardo Quaresma”.

André Villas-Boas seu sucessor? – “Não comento. É-me completamente indiferente”.

Notícias: Porto