Pinto da Costa em entrevista à revista Dragões

"Maxi Pereira não veio para o FC Porto pelo dinheiro"

O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, deu uma entrevista à revista do clube, Dragões. Esta foi a forma de regressar à exposição pública, depois de algum tempo ausente por questões de saúde.

Pinto da Costa (PdC), abordou vários assuntos relacionados com as mais badaladas transferências, nomeadamente as que tiveram como intervenientes os adversários mais diretos, Benfica e Sporting.

Questionado sobre o processo da vinda de Maxi Pereira para o Dragão, PdC foi claro que o jogador teve grande influência do compatriota Cristian Rodriguez (Cebola). Este que fez percurso igual: "Quer dar-se a ideia que foi por dinheiro que trocou o Benfica pelo FC Porto, mas não foi. Sei que o Cristian Rodriguez teve grande influência na vinda do Maxi, pelo que lhe transmitiu das diferenças entre o Benfica e o FC Porto."

Relativo à vinda de Danilo Pereira, que esteve nas cogitações do Sporting CP, o líder dos azuis-e-brancos considerou um processo simples de escolha do atleta: "O Danilo teve possibilidade de vir para o FC Porto ou para o Sporting. A opção foi dele, porque achou que o FC Porto lhe dava mais garantias de sucesso."

Aparentemente, também André André esteve perto de um adversário de Lisboa. Segundo o presidente da SAD dos dragões, para além do forte interesse de outro grande clube português, o jogador estava certo no Málaga de Espanha. O mesmo acrescenta que mal o FC Porto mostrou o seu interesse, o ex-jogador do Vitória de Guimarães não teve dúvidas em rumar ao clube do coração, e onde já o seu pai (André) tinha jogado: "O André, que outro grande clube português estava a tentar contratar e que já tinha acordo com o Málaga, largou imediatamente tudo para, mesmo com condições inferiores, jogar pelo FC Porto."

Notícias: Porto