Será possível?

Como escreve Jorge Maia no mesmo artigo, «o inquiridor estava à espera de que resposta? "Não, não havia verdade desportiva. Eram os árbitros que resolviam tudo, tanto no campeonato como na Taça, na Taça UEFA e na Liga dos Campeões. Qual Mourinho, qual Deco, qual... Derlei. Eram os árbitros. Aliás, o Benfica acaba de contratar um jogador medíocre que nunca teria ganho nada em toda a sua carreira se não fosse a falta de verdade desportiva que tornou o FC Porto no melhor clube europeu enquanto lá joguei».E já agora, caros relvas, como é impossível deixar de relacionar esta pergunta com o famoso caso "perde e assobia p'r'ó lado"?! Não estarão os jornalistas portugueses a desinformarem, em vez de informarem, na medida em que sempre que se fala do tal processo, logo se fala de Pinto da Costa, um dos arguidos, mas que tem apenas (agora dois) processos abertos, inclusivé quando se está já em fase de pré-julgamento e ele não faz parte desta fase?! Não será errado usar o seu mediatismo para dar ênfase à notícia, mesmo quando ele não se relaciona directamente com ela?MST

Notícias: Porto