Soares já faz o que lhe pedem (2-1)

Ou seja, golos. FC Porto ganhou e deixou o Sporting ainda mais longe do título.

O FC Porto ganhou o primeiro grande "clássico" do futebol português em 2017. No Dragão os portistas agradeceram ao reforço Soares, que se estreou com dois golos e foi decisivo para a vitória caseira por 2-1. A reação do Sporting no segundo tempo não foi suficiente.

Seis minutos, golo de Soares. O ex-Vitória de Guimarães não perdeu muito tempo e estreou-se logo a marcar, de cabeça, após cruzamento de Corona. Ao longo da primeira parte não se assistiu a um espetáculo ofensivo. Longe disso. O Sporting tentou mais ter a bola, o FC Porto deu prioridade à bola na frente. Mas sem grandes sucessos, dos dois lados. Até que aos 39' Soares bisou. E quase fez o hat-trick logo a seguir, num cabeceamento perigoso. 45 minutos equilibrados, conjunto portista (ou Soares) mais eficaz.

No arranque do segundo tempo uma defesa de Casillas a uma tentativa perigosa de Bryan Ruiz deu o sinal. O Sporting ia virar-se mais para o ataque e pouco depois Adrien acertou na barra. Ao quarto de hora Bas Dost assistiu e Alan Ruiz reduziu. Depois foi Gelson, também quis marcar. André André respondeu (o primeiro ataque ameaçador do FC Porto, tarde). Nos minutos finais o protagonista foi um espanhol e estava na baliza do FC Porto: Casillas protagonizou duas defesas incríveis, ambas perante Coates, ainda viu mais dois ataques sérios do Sporting, mas nenhum valeu golo.

O FC Porto é, para já, líder do campeonato com mais dois pontos do que o Benfica. O Sporting já está a nove pontos de distância do rival nortenho e pode ficar a 10 do vizinho.

Notícias: Porto