Os Super-heróis também se abatem!

Ao contrário dos heróis da ficção, Hulk é de carne e osso e por isso não é de estranhar que sofra mazelas e que seja colocado "fora de combate" com relativa facilidade. Desde o início da época, em particular após a sua explosão ao nível da qualidade e do estilo do futebol praticado, que os defesas adversários têm tido uma enorme dificuldade em parar o jogador portista. Hulk tem uma excelente constituição física, é forte e rápido e ainda por cima é dotado de uma técnica invejável. Logo, é natural superiorizar-se à maioria dos adversários que lhe aparecem pela frente.Infelizmente a solução encontrada para pará-lo têm sido as faltas. Jogo após jogo, Hulk é derrubado, rasteirado e pontapeado sobre o olhar complacente e permissivo dos árbitros. Apesar de ser notório o comportamento violento de muitos defesas, estes têm actuado com total impunidade. É simplesmente vergonhosa a actuação de determinados árbitros que de forma escandalosa "premeiam" a violência, pondo em causa o espectáculo e a integridade física dos jogadores.O que deve ser feito para proteger os artistas do futebol como o Hulk? Não deveria haver já uma preocupação especial da parte dos árbitros com o jogador portista, sabendo ser ele, semana após semana, um alvo a abater pelos adversários?Lembro a forma como Van Basten, um dos melhores jogadores da história, viu a sua carreira terminada de forma precoce após inúmeras entradas violentas de que foi alvo, e porque não Mantorras, que apesar do tratamento deficiente da sua lesão, também é um exemplo infeliz de um jogador que viu-lhe ser hipotecado o futuro futebolístico pelos mesmos motivos.Qual é a vossa opinião, caros relvas?Zefil

Notícias: Porto