Supersónico Porto vence Bayern 3-1

Foram onze contra onze, e no final ganhou... o FC Porto.

O FC Porto venceu esta noite do Dragão o Bayern de Munique por 3-1. Os dragões tiveram uma entrada estonteante a demonstrar grande atitude e entrega ao jogo. O Bayern, embora desfalcado, entrou assustado com o ambiente infernal que se fazia sentir nas bancadas. Do lado do FC Porto é de salientar a entrada direta ao onze de Jackson Martinez.

Apesar dos desfalques no onze dos alemães, a verdade é que estiveram em campo 6 campeões do mundo.

O FC Porto entrou a todo o gás, e logo aos 3 minutos de jogo Jackson Martinez surge na cara de Neuer após incrível falha de Xabi Alonso, que derruba o colombiano na área. Penálti assinalado pelo árbitro espanhol Carlos Velasco Carballo, e cartão amarelo para o guarda-redes alemão. O público contesta a cor do cartão, entendendo ser motivo para vermelho. Mas o juiz deverá ter decidido que o avançado do Porto seguia na diagonal e não em direção da baliza. Na conversão, Ricardo Quaresma inaugura o marcador para delírio dos portistas.

Os azuis-e-brancos persistem em dar velocidade ao jogo, e não demorou muito até haver novo golo. Aos 10 minutos nova falha dos bávaros. Dante comete mais um erro incrível e permite a Quaresma ampliar para 2-0, apenas com Manuel Neuer pela frente.

O Bayern de Munique está irreconhecível perante um FC Porto muito forte e personalizado.

Os alemães necessitam de recorrer às faltas para travar a toada ofensiva dos dragões, e o lateral Bernat vê mesmo o amarelo aos 16 minutos após travar o "Mustang" às margem das leis.

Finalmente o Bayern de Munique pega no jogo e tenta ir à procura do prejuízo. Mais posse de bola para os alemães, que começam a aproximar-se mais da baliza de Fabiano. O esporádico domínio de bola do Bayern permite ainda assim chegarem ao golo, por intermédio de Thiago Alcântara após cruzamento de Boateng que vai à linha e coloca o hispano-brasileiro na cara de Fabiano e sem dificuldades empurra a bola para o fundo das redes. Balde de água fria para os azuis-e-brancos.

Até final da primeira parte, mais bola para o Bayern, mas sempre sem criar dificuldades para o FC Porto. Ao contrário do previsto, o Bayern mostra-se uma equipa sem ideias e muito pouca rematadora.

Tempo ainda para a amostragem de 3 cartões amarelos. Casemiro aos 31' por falta sobre Thiago, Alex Sandro aos 37' por falta sobre Müller, e finalmente Philipp Lahm após carrinho faltoso sobre Casemiro. Destes, Alex Sandro fica impedido de jogar a segunda mão.

A segunda parte começa parecida com a primeira. O Porto pressionante sobre a defesa bávara, sabendo das suas debilidades, e é mesmo Xabi Alonso novamente a falhar, quase permitindo a Jackson ampliar.

Os treinadores não mexeram ao intervalo, mas Guardiola logo aos 56 minutos resolve tirar Mario Götze, metendo Sebastian Rode. O ex-Eintracht Frankfurt entra com vontade e traz algo mais ao jogo dos alemães.

Foi preciso esperar mais dois minutos, para aos 58 Neuer fazer a defesa da noite. Danilo cruza da direita e Herrera, apertado por Boateng, faz a bola ir na direção do guarda-redes alemão à queima-roupa, para este fazer uma defesa ao nível do melhor do mundo.

Aos 65 minutos há golo do FC Porto. Jackson Martinez recebe a bola entre dois defesas, domina e sozinho com Neuer dribla-o e empurra para dentro. É o delírio nas bancadas. O FC Porto volta a ter dois golos de diferença, vantagem importante para sonhar com a passagem à próxima fase.

Sebastian Rode tenta trazer a sua equipa para a frente, mas o melhor que consegue é ver o amarelo por falta sobre Herrera aos 71 minutos. Um minuto depois o "speaker” assinala 50.092 espectadores nas bancadas do Dragão.

Aos 74 minutos Pep Guardiola faz a segunda substituição, com Holger Badstuber a entrar para o lugar de Xabi Alonso. No minuto seguinte, primeira troca no FC Porto, com Óliver a dar lugar a Rúben Neves. Quatro minutos depois é a vez de Hernâni render Brahimi no FC Porto.

Mas os portistas sofrem novo revés para a segunda mão, quando aos 83 minutos Danilo vê amarelo e fica impedido de jogar na Alemanha. Passou apenas um minuto quando Quaresma cai mal e tem de ser substituído, entrando para o seu lugar Hernâni. O jovem extremo ex-Guimarães faz a sua estreia na Liga dos Campeões.

Três minutos de compensação que nada adiantaram para o Bayern, pois não foi capaz de importunar a baliza de Fabiano.

O FC Porto leva para Munique uma vantagem de dois golos, que permite sonhar com a passagem. No entanto, é de salientar que o golo obtido por Thiago Alcântara pode valer ouro para o alemães (basta ganharem 2-0), e há ainda a dificuldade das ausências dos dois laterais Danilo e Alex Sandro. Se para a direita ainda pode entrar o adaptado Ricardo, para a esquerda não há ninguém, pois Angel não foi inscrito na Champions. Muito provavelmente Martins Indi deverá ter de jogar nessa posição, que de resto já fez no passado.

Grande noite de futebol da equipa portuguesa, que "saca" mais 1 milhão de euros e traz mais pontos para o ranking da UEFA e para Portugal.

Notícias: Porto