Villas-Boas acusa Sporting de caça ao Moutinho

O treinador do FC Porto acusou sábado o Sporting de “caça ao homem” e “agressões” constantes, sobretudo ao ex-capitão dos “leões”, João Moutinho, após o empate 1-1 em Lisboa, na 12.ª ronda da Liga de futebol.

“O Sporting entrou com grande nível de agressividade e muito bem. Esteve surpreendente e limitou-nos os espaços. Agora, quando daí se passa à agressão e à caça ao homem, deixa de ter razoabilidade e compete ao árbitro impedi-lo”, afirmou André Villas-Boas, em conferência de imprensa.

O técnico dos “dragões” queixou-se ainda de ter existido em campo uma “pura perseguição” e “agressões atrás de agressões” ao internacional português João Moutinho, transferido de Lisboa para o Porto este verão.

“Só lhe disse que a dualidade de critérios era escandalosa e gritante”, continuou, sobre a sua própria expulsão do banco de suplentes.

Em Alvalade, o chileno Valdés inaugurou o marcador a favor dos anfitriões, aos 38 minutos, mas o colombiano Falcao empatou, aos 57. Já aos 68 minutos, o brasileiro Maicon foi expulso e, pouco depois, seria o seu treinador a ir mais cedo para os balneários por ordem do “juiz” Jorge Sousa.

“Na segunda parte, o Sporting apareceu mais débil e podíamos ter dado volta ao marcador. Tendo em conta a adversidade, a deslocação complicada, acho que é um empate pesado para o Sporting e positivo para o FC Porto. Deixámos um candidato ao título a 13 pontos de distância à 12.ª jornada”, disse.

Sobre o facto de ainda não ter perdido esta temporada, Villas-Boas admitiu que um desaire vai acontecer mais cedo ou mais tarde, mas assumiu que é um objetivo dos portistas chegar invictos ao final de 2010.

“Um dia chocaremos com a derrota. Equipas que terminam campeonatos sem perder têm de roçar a perfeição e nós ainda temos muito caminho a percorrer. Mas queremos terminar o ano sem perder”, afirmou, sublinhando que “o campeonato está e sempre esteve aberto” e que “o Benfica tem oportunidade de reduzir distância”, já domingo, quando visitar o Beira-Mar.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Foto: Lusa

Notícias: Porto