Rui Santos: "Na dúvida os árbitros beneficiam o FC Porto"

"Existe esse padrão de comportamento, é uma questão factual", defende, no programa Tempo Extra.

Na última edição do programa Tempo Extra, da SIC Notícias, Rui Santos revelou a classificação final da "Liga Real", suposta tabela virtual do campeonato português sem os erros de arbitragem. Nesse campeonato virtual, o FC Porto também seria campeão e o Benfica segundo classificado, mas Sporting de Braga e Sporting trocariam de lugar, com os leões a fecharem o pódio.

"Fazendo as contas, tendo em conta erros com influência direta nos resultados, o FC Porto faria os mesmos pontos, 75. O Benfica faria 66 em vez de 69. O Sporting teria mais 3 pontos (62 em vez de 59) e o Sporting de Braga menos 5 ( 57, em vez de 62)", revela.

Apesar de considerar o FC Porto um justo campeão, Rui Santos defende que "nos últimos largos anos quando há uma dúvida, os árbitros beneficiam o FC Porto, existe esse padrão de comportamento dos árbitros, é uma questão factual".

O comentador faz questão de realçar a competência portista. "Houve dois momentos em que o FC Porto teve de provar a sua competência em campo - na Luz e em Braga - e independentemente da questão das arbitragens, isso aconteceu e o clube resolveu a equação do título", sublinha.

Noutro contexto, Rui Santos analisa a entrevista de Vítor Pereira, presidente da Comissão de Arbitragem. "A questão que sugeriu, de colocar árbitros estrangeiros a apitar em Portugal, é um golo na própria baliza. Se Vítor Pereira defende a qualidade dos árbitros portugueses, depois não faz sentido dizer que aceita árbitros estrangeiros...", realça.

O cronista do Relvado critica outra opinião de Vítor Pereira. "Ele diz que esta não é a 'Geração dos Quinhentinhos', o que significa que afinal sempre existiu uma 'Geração dos Quinhentinhos' e não apenas o 'Caso Quinhentinhos'. Era bom que ele explicasse essa situação, até porque foi um árbitro nessa geração", refere.

Rui Santos avalia como positiva a arbitragem de Pedro Proença na final da Champions, entre Chelsea e Bayern Munique e faz um balanço da temporada do juiz lisboeta. "A maior parte das suas arbitragens foi positivas, só que chocou com os interesses do Benfica. Tirando isso, o que não é pouco, fez uma época positiva", defende.

"Temos de estar satisfeitos por ter tido um árbitro português na final da Liga dos Campeões, o que mostra que fora de portas a arbitragem portuguesa se afirma de forma distinta do que se passa em Portugal", concluiu.

Veja as declarações de Rui Santos no Tempo Extra:

 

Acompanhe os artigos do Relvado no Facebook e no Twitter.