O frio da Islândia já chegou a Portugal

Empate a uma bola no arranque português no Europeu 2016.

Os nove pontos já se foram. Quem pensou (e muita gente pensou) que Portugal iria vencer os três jogos do Grupo F do Europeu 2016, já sabe que errou. Logo na estreia Portugal perdeu pontos, ao empatar 1-1 com a Islândia nesta terça-feira. Nani ainda cumpriu o esperado mas quando se esqueceram de Bjarnason, a igualdade chegou.

O início de partida foi complicado para o lado luso. Logo no terceiro minuto Sigurdsson obrigou Rui Patrício a mexer-se. Portugal demonstrou dificuldades para se impor na fase inicial mas a partir dos 10/15 minutos a superioridade passou a ser clara. Apareceu Danilo, apareceu Nani, também Ronaldo (duas vezes), mas ninguém marcou. Só à meia hora, num cruzamento rasteiro bem medido de André Gomes, Nani conseguiu inaugurar o marcador. A partida acalmou até ao intervalo, 1-0 justo no descanso.

O segundo tempo começou praticamente com o golo nórdico. Aos 49 minutos Vieirinha e Pepe não se entenderam, alguém deveria ter acompanhado Bjarnason mas não o fez e o islandês aproveitou para apontar o primeiro golo da Islândia num Europeu. Depois, como se esperava, o relvado passou a estar quase sempre inclinado. Tentou André Gomes, nada. Entrou Renato Sanches. Nani ficou a centímetros. Entrou Ricardo Quaresema. Pepe de cabeça? Também não. Entrou Éder. Em dois minutos Ronaldo atirou à figura e Fonnbogason respondeu, igualmente à figura, numa exceção (um ataque islandês). Já nos descontos o jogo terminou com drama junto à área da Islândia: dois livres diretos consecutivos para Ronaldo - o primeiro foi cortado com o braço na barreira - mas sem sucesso, ambos contra a barreira.

Desilusão portuguesa, festa islandesa como se fossem campeões europeus. No sábado Portugal defronta a última classificada Áustria (zero pontos) e convém ganhar, senão... A Hungria é líder para já, com três pontos.

Notícias: Selecao