Inglaterra-Portugal: entrada a matar de Bruno Alves deitou tudo a perder

Seleção nacional jogou quase todo o encontro com 10 e limitou-se a defender.

Portugal perdeu esta quinta-feira em Wembley, perante a Inglaterra, por 1-0, em mais um ensaio para o Europeu em que Fernando Santos terá aproveitado para tirar ilações importantes. Ainda sem Cristiano Ronaldo e Pepe, a Seleção Nacional mostrou que sabe defender – aliás, foi apenas isso que fez durante os 90 minutos.

O jogo ficou marcado pela expulsão de Bruno Alves, aos 35 minutos. Uma atitude de grande amadorismo do central português, que estragou os planos ao selecionador. A partir daí, a equipa das quinas aproveitou para testar como se joga com 10 elementos, pois não dava para experiências ofensivas. E, não fosse o golo de Smalling aos 86 minutos, o teste teria sido positivo.

Durante grande parte do desafio, o futebol foi quase entediante. Com menos um, Portugal limitou-se a defender. Já os ingleses, sem qualquer rasgo de criatividade, nunca souberam o que fazer para retirar o autocarro nacional do caminho.

Jogadas de emoção e perigo iminente houve… zero. A única verdadeira ocasião de golo foi a que resultou no tento do central inglês. Numa segunda bola, cruzada da esquerda, Smalling antecipou-se aos centrais portugueses para bater, de cabeça, Rui Patrício.

Destaque, na equipa portuguesa, para as exibições de Ricardo Carvalho e Danilo (imperiais na defesa e meio-campo), André Gomes (bela segunda parte) e Renato Sanches (poucos minutos em campo, suficientes para agitar o jogo).

Equipas:

Inglaterra - Hart; Walker, Smalling, Cahill e Rose; Dier, Milner (Wilshere, 66’) e Alli (Henderson, 90’); Rooney (Lalllana, 78’), Kane (Sturridge, 78’) e Vardy (Sterling, 66’).
Suplentes (Inglaterra): Heaton, Forster, Sterling, Lalllana, Clyne, Henderson, Sturridge, Stones, Wilshere, Barkley e Rahsford.

Portugal - Rui Patrício; Vieirinha, Bruno Alves, Ricardo Carvalho (Éder, 90’) e Eliseu; Danilo; João Mário (André Gomes, 46’), Moutinho (William Carvalho, 73’) e Adrien (Renato Sanches, 72’); Rafa (José Fonte, 38’) e Nani (Quaresma, 61’).
Suplentes: Anthony Lopes, Eduardo, José Fonte, Raphäel Guerreiro, Éder, William Carvalho, André Gomes, Renato Sanches, Ricardo Quaresma e Cédric.

Notícias: Selecao