17 convocados de Portugal "são" de Jorge Mendes

Saiba quais são os poucos jogadores que não são representados pelo dono da Gestifute.

Jorge Mendes é por muitos considerado o empresário de jogadores de futebol mais poderoso do mundo. Muitas das grandes transferências dos últimos anos foram intermediados por este agente.

Não é por isso de estranhar a grande "supremacia" que Jorge Mendes exerce entre os convocados da seleção nacional presentes no Euro 2012. Analisando os 23 homens chamados por Paulo Bento, nada mais do que 17 "pertencem" dono da Gestifute.

Há apenas seis que "escapam" ao empresário: os guarda-redes Eduardo e Beto, os defesas Rolando e Ricardo Costa, o médio João Moutinho e o extremo Silvestre Varela.

Curiosamente, no onze predileto de Bento, apenas João Moutinho não tem como empresário Jorge Mendes. O agente do médio do FC Porto é o israelita Pina Zahavi.

 

Oportunidades de negócio

Jorge Mendes poderá ser um dos grandes beneficiados com a excelente campanha de Portugal no Euro 2012. Vários dos jogadores que representam têm valorizado de forma apreciável com a campanha lusa em terras ucranianas e polacas.

Nani, como se sabe, poderá estar de saída do Manchester United. Clubes como Juventus, Inter Milão e Bayern Munique já terão demonstrado interesse no extremo, cujo valor de mercado não deverá andar longe dos 35 milhões de euros.

Rui Patrício, como se sabe, vai entrar no último ano de contrato com o Sporting. O seu nome já foi associado ao Manchester United e em Alvalade, este verão será a data limite para fazer dinheiro com o guarda-redes, a não ser que este renove contrato.

Miguel Veloso não convenceu totalmente no Génova, mas as boas prestações no Euro 2012 despertaram a cobiça. O médio poderá estar a caminho do Dínamo de Kiev, de acordo com as últimas notícias.

Bruno Alves é outro nome que poderá estar no mercado. Juventus e até FC Porto parecem hipótese para o central, que estranhamente não é um indiscutível no Zenit.