Rolando: jogador de seleção?

Terá Rolando lugar no meio dos centrais da seleção portuguesa? Na minha opinião não.

Em agosto, quando Paulo Bento fez a convocatória para o jogo particular que Portugal ia fazer contra o Luxemburgo, Rolando, defesa-central do FC Porto, não foi convocado. Quase caiu o Carmo e a Trindade, pois no dizer dos portistas Rolando tinha que ser sempre convocado no mínimo.

Como que a dar razão a esses seus defensores, Rolando, no jogo a seguir do FC Porto, marcou dois golos e deu a vitória aos dragões. Para os dois últimos jogos de apuramento para o Euro 2012 Paulo Bento satisfez quem o invetivou pela não convocatória anterior e convocou Rolando.

Depois com o problema do Ricardo Carvalho e com a lesão da treta de Pepe (pois no próprio dia em que a seleção partiu para a Dinamarca já treinava sem limitações no seu clube - porque não veio recuperar na seleção como Sílvio e até poderia ter jogado na Dinamarca?), Paulo Bento deu a titularidade a Rolando. E o que aconteceu?

Contra a Islândia a exibição roçou a mediocridade, fazendo até um penalti tão estúpido como escusado. Contra a Dinamarca foi ele o homem principal do funeral e enterro da defesa lusa, pois desviou a bola no 1º golo dinamarquês e não conseguiu cortar o centro no 2º. Fora ainda o ter sido um tal passador que só não aconteceu mal maior porque Rui Patrício estava em noite de acerto.

Sendo assim pergunto: será Rolando jogador para a seleção? Terá Rolando lugar no meio dos centrais da seleção portuguesa de futebol?

Na minha opinião NÃO. E penso que afino pelo diapasão de quase todos aqueles que gostam e veem futebol. Quanto aos portistas que têm outra opinião será que viram estes dois últimos jogos? Ou será que, como o Domingos em Leiria, estavam a olhar para o chão?