Scolari irritado abandona conferência de imprensa


Scolari irritado abandona conferência de imprensa
Depois do apuramento da Selecção Nacional para o Europeu de 2008, o seleccionador Luiz Felipe Scolari, na habitual conferência de imprensa de final de jogo, revelou-se extremamente desagradado com as questões levantadas pelos jornalistas e abandonou o auditório do Estádio do Dragão, apesar de o assessor da Federação o ter tentado demover. Irritado com as perguntas sobre o empate a zero bolas, o sofrimento até ao minuto final ou o esquema táctico, o técnico brasileiro não se conteve. «Portugal consegue a classificação e o burro sou eu? O ruim sou eu? E Portugal classificou-se onde? Na bacia das almas? Ou vocês estão mal acostumados ou então não sei», afirmou o treinador brasileiro, acrescentando: «Porque não fizemos nenhum golo? Se o guarda-redes fosse outro, se calhar teríamos feito».
Visivelmente incomodado com a situação, Scolari continuou: «Pelo amor de Deus, vou-me sentir desiludido por me qualificar? Eu estou é muito feliz».

Relativamente ao público, o técnico fez questão de salientar o seu constante apoio. «Alguns entendiam que os adeptos do Porto não nos apoiavam, mas hoje deram um grande exemplo», afiançou, destacando: «Foram espetaculares, como são sempre. Este foi o melhor estádio, pelo público, que jogamos nos últimos três anos».

E finalmente, foi a vez de o técnico brasileiro questionar: «Será que vocês não conseguem ver nada de bom naquilo que nós fazemos?»


Scolari: «Portugal conseguiu uma exibição muito boa»

Sobre o jogo e o desempenho dos jogadores, Scolari considerou que «Portugal fez uma exibição muito boa, com oportunidades para marcar».

«Eu pergunto: só o grupo da Inglaterra era difícil? A Finândia é ruim? A Sérvia, a Polónia, a Bélgica, todas elas são ruins? Portugal é bom, mas não tanto como vocês imaginam. Se tivessem os pés no chão viam que a Selecção está a classificar-se para as fases finais desde 96», salientou, acrescentando que, «num ano e dois meses foram utilizados 40 jogadores, o que quer dizer que Portugal passava por uma reformulação durante a fase de qualificação».

Imagens: Lusa