4 anos e 6 meses de pena de prisão suspensa para Paulo P. Cristóvão

Ex vice-presidente do Sporting obrigado ainda a pagar indmnização de 57 mil€ a arbitros

O ex vice-presidente do Sporting, Paulo Pereira Cristóvão, foi condenado a quatro anos e seis meses de prisão com pensa suspensa decretou o tribunal.

Dois crimes de peculato, por uso indevido de dinheiro e bens do Sporting, um crime de acesso ilegítimo e ainda por denúncia caluniosa agravada ao árbitro José Cardinal. Foi, porém, absolvido dos crimes de burla e branqueamento de capitais.

O ex dirigente está ainda obrigado ao pagamento de 40,000 € a José Cardinal por danos patrimoniais e 17,500€ a 35 árbitros que interpuseram pedido de indemnização.

Notícias: Sporting