Paulo Sérgio admite que "faltou personalidade no Sporting"

O treinador do Sporting afirmou que a sua equipa “teve postura”, mas faltou-lhe “personalidade para trabalhar bem a bola” no jogo em que perdeu por 2-0 com o Benfica, na quinta jornada da Liga de futebol.

Paulo Sérgio considerou “justa a vitória do Benfica”, porque “marcou golos” no Estádio da Luz, e sublinhou que o Sporting devia ter sido uma “equipa mais incisiva e ter mais profundidade a tirar a bola do primeiro para o segundo corredor”.

Discordando da ideia de que o Benfica foi superior, o responsável técnico do Sporting salientou que o jogo “foi equilibrado” e que a sua equipa cometeu o “erro” de conceder “muito espaço no corredor central e ter muitos passes transviados”.

“O Benfica aproveitou isso”, disse, acrescentando que o adversário “teve três ou quatro oportunidades, assim como o Sporting”.

No entender de Paulo Sérgio, o Sporting teve algumas falhas defensivas, nomeadamente nos lances dos dois golos do Benfica, marcados por Cardozo.

“Falhámos. É óbvio que erros dão golos. No primeiro golo, devíamos ser mais rápidos a reagir. O ressalto permitiu a recarga e, depois, no segundo golo fomos ingénuos”, afirmou, sublinhando a “elevada estatura dos jogadores do Benfica”.

Por esse facto, Paulo Sérgio admitiu ter hesitado “na escolha do onze inicial”, optando por “colocar jogadores mais altos de início”.

“Sou capaz de encontrar erros nas minhas decisões”, reconheceu, referindo que o árbitro Carlos Xistra “também errou”, mas que “não foi por ele que o Sporting perdeu”.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Foto: Lusa

 

Notícias: Sporting