Paulo Sérgio: "Não fui despedido do Sporting"

Atual treinador do Hearts diz que se sentiu abandonado em Alvalade.

Paulo Sérgio volta a falar da sua saída do Sporting, desta vez em declarações à imprensa escocesa. "Não fui despedido do Sporting depois do jogo com o Rangers [em fevereiro deste ano]. Na semana passada li isso num jornal, mas tal não corresponde à verdade. O que se passou foi que falei com o diretor desportivo José Couceiro e disse-lhe 'isto não é para mim, chega, estou a destruir-me sozinho'", revela.

O atual treinador do Hearts lamenta a forma como foi tratado em Alvalade. "Não tive qualquer apoio. O Sporting tinha direção desde dezembro e as eleições só eram em Março. Essa temporada foi inacreditável para o Sporting... Durante quatro meses trabalhei sozinho e coisas assim não deveriam acontecer", sublinha.

Paulo Sérgio prossegue nas lamentações. "Os adeptos estavam tristes com o que acontecia em campo e eu era o único a dar a cara, todas as semanas. Foi melhor para todos que eu me tenha ido embora", reconhece.

Notícias: Sporting