Ricardo prevê baixa de qualidade na Liga devido aos impostos


Ricardo prevê baixa de qualidade na Liga devido aos impostos
O guarda-redes Ricardo diz que a Liga portuguesa corre o «grande risco» de perder qualidade devido à mudança na Lei de tributação fiscal dos futebolistas. Os jogadores deixaram de pagar impostos à sombra de condições privilegiadas e passam a fazê-lo por via do regime geral. Ora esta situação pode promover ainda maior debandada dos atletas lusos para o estrangeiro, segundo vaticina Ricardo, que prevê também que se tornará «ainda mais difícil» aos clubes portugueses assegurarem bons reforços.




O guardião do Sporting lembra «as dificuldades em que o futebol português se move», notando que «dificilmente os clubes, com muitos sacrifícios ou engenharias económicas, conseguem pagar a tempo e horas aos seus atletas». Ora com o «aumento muito significativo» da carga fiscal, conforme atesta Ricardo, «vai ser mais difícil recrutar novos valores», preconiza.

Mão de Guarda-Redes com bola
Ricardo salienta que a mudança na tributação fiscal dos jogadores já «começou a pesar nas renovações que possam acontecer». Um caso que se aplica directamente a si, uma vez que prossegue as negociações com o Sporting para o prolongamento do vínculo que termina no final desta época. O guarda-redes tem em mãos uma proposta do Bétis de Sevilha e poderá assim ver-se aliciado a deixar o futebol português, também por causa do aumento dos impostos a que terá que sujeitar-se a partir de agora.

Tem que se batalhar por uma justiça que a meu ver não é esta», entende Ricardo neste âmbito. O internacional português cita de resto o exemplo da Bélgica, sublinhando que «os clubes belgas andavam sempre nas competições europeias e quando aconteceu o que acontece agora em Portugal começou a tornar-se um campeonato mediano», refere, concluindo que «é esse o grande risco que se corre» em Portugal. Isto é, a Liga nacional pode vir a ter «uma qualidade mais baixa», conclui Ricardo.



Notícias: Sporting