Rifa recusa trabalhar com Jorge Jesus e foi também barrado

Observador leonino desde 2012, ficou na mesma situação que os adjuntos de Marco Silva.

O observador do Sporting desde 2012, Rifa, recusou trabalhar sob as ordens de Jorge Jesus, e ao contrário do que havia sido indicado pelo clube, vai afinal rumar a outras paragens.

Ao técnico, que ainda tem contrato até 2018, foi proposto passar a adjunto de Jesus, mas este não aceitou integrar a equipa do treinador de 60 anos. Desta forma, ficou na mesma posição que os outros adjuntos, que faziam parte da equipa técnica de Marco Silva, e que foram barrados à entrada da academia de Alcochete. Rifa foi igualmente barrado e impedido de entar.

Com Rifa, passam a ser três os elementos que antes trabalhavam com Marco Silva, em processo de rescisão com o clube de Alvalade.

Notícias: Sporting