Sporting falha assalto à liderança isolada

Os leões não foram além de um nulo no Bessa, falhando assim a liderança isolada da Primeira Liga.

O Sporting não aproveitou da melhor maneira o deslize do Porto, sendo que viu ainda o Benfica aproximar-se da frente do campeonato. As águias estão apenas a dois pontos dos rivais, que partilham a liderança, ambos com 14 pontos ao fim de seis jornadas. O jogo foi muito tático, destacando-se as oportunidades falhadas pelos leões, bem como a excelente exibição do guarda redes Mika. Mérito ainda para o treinador axadrezado, Petit, que montou uma equipa sólida, que cometeu pouco erros, agressiva e que deu muita luta aos homens de Alvalade.

Os leões surgiram com duas novidades em campo, face ao onze que derrotou o Nacional. João Pereira surgiu na lateral direita no lugar de Esgaio e, ao contrário do que tinha sugerido na conferência de imprensa, Jesus apostou em Montero ao lado de Slimani, relegando Teo para o banco de suplentes. Por seu lado, Petit apostou numa equipa muito sólida e compacta, com duas linhas de quatro jogadores atrás de duas setas apontadas à baliza leonina, José Manuel e Luisinho.

O jogo começou repartido, com um Sporting hesitante e que só começou verdadeiramente a dominar o jogo a partir da meia hora de jogo. Aliás, a melhor oportunidade da primeira parte foi mesmo dos axadrezados, quando José Manuel cabeceou ao lado solto de marcação aos 13 minutos. Do lado dos leões, apenas o flanco direito funcionava, graças aos desequilíbrios de Gelson Martins. Jefferson voltou a estar desinspirado, sendo que Bryan Ruiz parece um jogador cansado, que joga a passo. Para além disto, faltou ainda um companheiro mais inspirado ao lado de Slimani. Primeiro Montero e depois Teo, continuam  a mostrar alguma irregularidade exibicional.

Destaque para os duelos individuais travados entre Gelson Martins e Afonso Figueiredo no lado direito, que trouxeram ainda alguma esperança aos leões. Slimani batalhou muito, teve ainda um golo anulado, bem como algumas oportunidades falhadas. DE referir ainda, o regresso de William Carvalho à competição, que entrou para jogar os últimos 20 minutos.

Assim, um Boavista de betão e bem organizado travou um Sporting desinspirado e com algumas dificuldades na finalização. Os homens de Petit somam mais um ponto para a tranquilidade, enquanto os leões perderam uma oportunidade de ouro para assumirem o comando isolado da Primeira Liga.

Notícias: Sporting