Sporting: Paulo Pereira Cristóvão vai a julgamento

Antigo vice-presidente responde em tribunal por sete crimes, no “caso Cardinal”.

Paulo Pereira Cristóvão, antigo vice-presidente do Sporting, vai ser julgado por sete crimes, no âmbito do “caso Cardinal”. A confirmação foi feita esta segunda-feira pelo seu advogado.

"Vai haver julgamento, pelos factos constantes na acusação", explicou Rogério Alves aos jornalistas, citado pela agência Lusa, após a decisão instrutória do processo.

Paulo Pereira Cristóvão é acusado de um crime de burla qualificada, outro de branqueamento de capitais, dois de peculato, um de devassa por meio informático, um de acesso ilegítimo e um de denúncia caluniosa agravada.

Recorde-se que o caso começou com uma carta anónima a denunciar um alegado suborno ao árbitro assistente José Cardinal, nomeado para um jogo entre o Sporting e o Marítimo, em abril de 2012. Na sequência da investigação da PJ, foram constituídos arguidos, além de Paulo Pereira Cristóvão, um ex-funcionário deste, Rui Martins, suspeito de ter feito, no Funchal, o depósito de dois mil euros na conta bancária do árbitro assistente José Cardinal, e a secretária do dirigente leonino, Liliana Caldeira.

Notícias: Sporting