Sporting: Soares Franco confirma relações tensas com Queiroz


Sporting: Soares Franco confirma relações tensas com Queiroz
Minutos antes do início do Portugal-Dinamarca, que decorreu em Alvalade, Filipe Soares Franco afirmou que «nada mudou» nas relações tensas entre o clube leonino e Carlos Queiroz. «Até hoje, nada mudou em relação ao que aconteceu e à nossa relação com o professor Carlos Queiroz», afiançou o presidente dos "leões", reclamando «humildade de reconhecer que erraram» e que «actuem em conformidade».



«Quando a responsabilidade é de outros, esperamos que também tenham a humildade de reconhecer que erraram e actuem em conformidade», disse Soares Franco.

Em causa está ainda uma situação ocorrida na temporada passada, ainda com Carlos Queiroz nas funções de treinador adjunto dos ingleses do Manchester United, altura em que se verificou uma amarga troca de acusações entre os responsáveis leoninos e o antigo treinador do Sporting, terminando a polémica com o presidente dos "leões" a considerar Queiroz «persona non grata».


Apesar das relações tensas com o seleccionador nacional, Soares Franco ressalva que a equipa portuguesa nada tem a ver com a situação, salientando que o clube de Alvalade «tem e sempre teve relações institucionais e cordiais com a federação, com a Selecção Nacional e com o seleccionador nacional».

Relativamente a uma eventual naturalização de Liedson e a sua consequente utilização pela equipa das "quinas", o líder Soares Franco confessa um «conflito interno» consigo próprio.

«Tenho um conflito comigo próprio sobre essa questão... não é relativamente ao Liedson, mas a todos os jogadores que se naturalizam portugueses sem quererem ser portugueses na alma», disse, considerando que a Selecção lusa deveria ser composta por «jogadores que sintam que são portugueses».



Imagens: Lusa

Notícias: Sporting