Sportinguistas serão mesmo diferentes dos demais?

Folheando outro dia um jornal, deparei-me com a apresentação de um novo livro de Joel Neto, o qual foi apresentado por Pedro Santana Lopes, o qual tem o título "Todos nascemos benfiquistas (Mas depois alguns crescem)". Para além do polémico e discutível, para não chamar despropositado, título da obra, aparecem extractos polémicos, como os que passo a transcrever:- «No fundo, nós não gostamos de ganhar. Aspiramos à vitória, mas somos percorridos por um calafrio sempre que ela acontece e não sabemos, sequer, celebrar» - isto a propósito do facto de o ser sportinguista se assemelhar a um pessimismo nato...- No livro o jornalista defende que todos nascem benfiquistas - «na primeira ou na segunda infância, todos quisemos ser normais, membros anónimos da turba»; «um sportinguista não é uma pessoa normal. Ser do Benfica é uma coisa medíocre»!- Mas o pensamento "melhor" vem no fim! «Perder o próximo campeonato nos últimos cinco minutos. Perder a Taça com um penálti mal assinalado. Ser eliminado da Liga dos Campeões após uma derrota, por 3-0, em casa frente ao Neftochimik, da Bulgária. É a nossa natureza, esse abismo».Eu recuso-me a aceitar, talvez seja ingenuidade minha, que a maioria esmagadora dos sportinguistas seja assim - eu acredito que haja destes assim, que haja adeptos como eu que sou portista, enfim, que haja de tudo como em tudo na vida...Comentários dos Relvas a estas ideias?
devenish

Notícias: Sporting