Yannick Djaló: “Benfica ou FC Porto são possibilidades em aberto”

"Comunicado do Sporting é um autêntico disparate", diz Joaquim Evangelista, que garantiu em conferên

Yannick Djaló e Joaquim Evangelista, presidente do Sindicato dos Jogadores, deram esta segunda-feira uma conferência de imprensa para explicarem o seu ponto de vista relativamente à situação jurídica do jogador. Para o dirigente sindical, o avançado é um jogador livre. Yannick não nega rumores de aproximações de Benfica e FC Porto.

Joaquim Evangelista classifica o comunicado do Sporting, que esta tarde afirmou ter direitos económicos sobre o jogador, de “autêntico disparate”. No seu entender, Yannick é um jogador livre, por dois motivos: por ter rescindido contrato com o Nice a 11 de outubro, por justa causa, uma vez que não recebia ordenado; e por o Sporting ter, na mesma, data, revogado igualmente o contrato que tinha com o jogador.

Recorde-se que o clube francês não pagou depois de o Tribunal Arbitral do Desporto ter determinado que o contrato, apesar de válido, não poderia ser registado, por ter entrado depois do prazo limite para as transferências do último defeso.

Desta forma, segundo Joaquim Evangelista, Yannick Djaló está livre de assinar com quem entender.

O próprio Yannick confirmou haver três propostas concretas em cima da mesa, “todas boas”, depois de outros clubes interessados terem recuado, face ao imbróglio.
Questionado sobre se o Benfica era uma delas, não disse que não, tendo feito o mesmo relativamente ao FC Porto. “Amanhã haverá novidades”, concluiu.

Notícias: Sporting