V. Guimarães: "Subserviência ao Benfica", acusa Pinto Brasil

Candidato derrotado nas últimas eleições critica direção de Emílio Macedo da Silva.

O candidato derrotado às últimas eleições para a presidência do Vitória de Guimarães, Manuel Pinto Brasil, acusa o dirigente do emblema de "prejudicar" o clube. O sócio vitoriano fala em "subserviência" para com o Benfica e critica a atuação da direção nos casos N´Djenge, Carlão e Edgar e o planeamento da viagem a Madrid para o jogo da Liga Europa frente ao Atlético.

"Não posso admitir que esta Direção continue a prejudicar, a envergonhar e a humilhar o Vitória e depois venha dizer que a culpa é dos outros", destaca Pinto Brasil numa comunicação enviada à imprensa.

Prometendo denunciar "todas as situações que possam prejudicar o clube", Pinto Brasil reforça que o presidente Emílio Macedo da Siva tem mantido uma "gestão de coutada" que é "uma vergonha para a família vitoriana".

O candidato derrotado considera ainda que num clube como o V. Guimarães se exige "uma gestão profissional e uma dedicação que não envergonhe o seu passado e prejudique futuro".

Notícias: Vguimaraes